Centro Cultural Fortaleza - Programa Criança e Arte Centro Cultural Fortaleza - Programa Criança e Arte

PROGRAMA CRIANÇA E ARTE

 

PROGRAMA CRIANÇA E ARTE
NOVEMBRO/2017

 

O Programa Criança e Arte no mês de novembro traz a temática das Africanidades, oferecendo diversas opões artísticas e culturais que destacam elementos positivos da rica cultura afrodescendente. Nossa proposta é criarmos espaços de convivência circulares entre as crianças e de seus acompanhantes. Além de celebrarmos o mês da consciência negra, iremos receber alguns espetáculos da programação do Festival de Circo do Ceará. Tá imperdível. Esperamos por vocês!!

 

ESPETÁCULOS CÊNICOS

 

Se Desconcierta el Concierto

Grupo Latin Duo (Argentina/Peru)

Dia 04, sábado, às 15h

 

O espetáculo é um convite à relação entre os costumes argentinos e peruanos, apresentados na linguagem do clown, trazendo destrezas e surpresas. Com manipulação e música ao vivo os artistas estabelecem uma divertida cumplicidade com a plateia. Classificação: Livre. 45 min.

 

La Risa es Bella

Dieguete - Circortito (Argentina)

Dia 10, sexta-feira, às 18h

 

“La risa es bella” é um espetáculo de clown excêntrico, de idioma universal, cheio de emoções, jogos e uma grande participação do público; muito humor, equilíbrios, malabares, e uma proporção infalível de gargalhadas, algo inevitável em qualquer um de seus shows. Artista: Diego Bruzzone. Classificação: livre. 50 minutos.

 

H2oBoom

El Gran Enano (Mauro Consenza - Uruguai)

Dia 11, sábado, às 15h

 

H2oBoom é o mais recente trabalho do uruguaio Mauro Cosenza, El Gran Enano. Ele é um palhaço excêntrico, elétrico e realista, possuído por um bufão que está oculto por uma tênue linha entre o empírico e o delírio. O espetáculo leva ao público toda a loucura de seu palhaço, mostrando sua pesquisa na manipulação de balões e objetos, utilizando o teatro físico para a construção poético-visual do espetáculo. H2oBoom é uma mescla de água e explosões, em que a observação e as provocações do palhaço rompem a linha que separa o artista da plateia, possibilitando a todos entrar em seu jogo de cena. Classificação: livre. 50 minutos.

 

Maracatu Nação Fortaleza

Dia 18, sábado, às 15h

 

Maracatu é a mais tradicional dança dramática de origem afrodescendente presente na cultura do povo cearense. Convidamos o Maracatu Nação Fortaleza que irá oferecer às crianças e seus acompanhantes uma tarde de cortejo pelo CCBNB.

Classificação: livre. 50 min.

 

Brasil de Tudo um Pouco

Cia. Cordapés (Fortaleza/CE)

Dia 25, sábado, às 15h

 

Nossas danças receberam muitas influências étnicas, dos índios, brancos e negros. E a Cia. Cordapés quer apresentar para as crianças e seus acompanhantes como essas três danças se misturaram ao longo dos anos com uma viagem ao passado para saber como essa mistura aconteceu. Está curioso para saber? Venham! Classificação: livre. 45 min.

 

 

CONTAÇÃO DE HISTÓRIAS

 

Adjokê e as palavras que atravessam o mar

Dia 18, sábado, às 14h

 

Adjokê revela como em nossa infância cearense éramos e ainda hoje somos mais africanos do que ousamos imaginar. Quando como puxamos água da cacimba e ficamos dengosos ao recebermos cafuné. Quando comemos cuscuz, acarajé, canjica, farofa, quindim, fubá, munguzá, caruru, pamonha, pipoca, rapadura, vatapá, delícias, sabores da gastronomia que enchem a panela brasileira, quitutes que receberam nomes africanos e na maioria das vezes não percebemos. Mesmo quando evitamos bafafá, fuxico e pedimos dengo, estamos circulando nas africanidades. Vem ouvir histórias!

Classificação: livre. 45 min.

 

 

CINE INFÂNCIA

 

Dia 04, sábado, às 16h

Filme: Iemanjá Yemojá: A criação das ondas (9’15’’)

Olá, pessoal! O Cine Infância desse mês está bem legal! Assistiremos juntos ao filme “Iemanjá Yemojá: A criação das ondas”. Nele, através de animação em stop motion, é mostrado como Iemanjá surgiu. Em seguida, vamos bater um papo sobre o que vocês assistiram. Esperamos vocês lá. A sessão é mediada por Leandro Bezerra, graduado em Cinema e Audiovisual pela Universidade Federal do Ceará. Classificação: Livre. 40 min.

 

Filosofia e Mídias

Dia 11, sábado, às 14h

 

Nesta atividade mediada por Mel Andrade, vamos conversar para reconhecer e refletir sobre as características negras e vivências culturais afrodescendentes que integramos desde pequenos.

Classificação: a partir dos 07 anos. 50 minutos.

 

 

TRENZINHO DA HISTÓRIA

 

A História com o bode Ioiô

Dias 04 e 25, sábados, às 16h

 

As crianças e seus responsáveis adultos passearão pelas ruas e avenidas do Centro histórico de Fortaleza. Num veículo do tipo trenzinho, os participantes terão a oportunidade de conhecer um pouco da história ao passar por praças, monumentos e equipamentos da cidade. O Trenzinho da História conta com a ilustre participação do Bodinho Ioiô. Classificação Indicativa: livre. 50 vagas. 60min.

 

 

DIALOGOS CULTURA INFÂNCIA

 

Dia 18, sábado, às 16h

 

Este mês nossos convidados serão os brincantes do Maracatu Nação Fortaleza para bater um papo com as crianças sobre as figuras ancestrais presentes na dança. Prepare suas perguntas e seu corpo para aprender e desfilar. Classificação: Livre. 30 minutos.

 

SOBRE O MARACATU NAÇÃO FORTALEZA

 

Fundado em 25 de março de 2004, em comemoração ao Dia de Maracatu e aos 120 anos da abolição dos escravizados no Ceará, o Maracatu Nação Fortaleza pretende inserir crianças e adolescentes no ambiente da cultura afro-brasileira com o intuito de trazer a participação efetiva das novas gerações dando continuidade ao trabalho e dedicação dos antigos mestres do maracatu cearense.

 

Oficina de Arte: Máscaras Africanas

Dia 04, sábado, às 16h

 

Mediação: Sávia Augusta

Nesta oficina, você e seu acompanhante irão criar e confeccionar juntos máscaras. Classificação: recomendado para crianças a partir de 05 anos. 20 vagas. 50 minutos.

 

Brincadeiras Literárias

Dia 25, sábado, às 14h

 

Mediação: Goreth Albuquerque

A diversidade de povos no continente africano é imensa, no entanto, em comum, partilham a oralidade como a base para a construção e a transmissão de saberes. São ensinamentos que se mantêm vivos de geração em geração pela boca de muitos, contadores de histórias importantes e respeitados pelos seus povos. Essas histórias atravessaram mares e chegam a muitos outros continentes. O “Brincadeiras Literárias” deste mês propõe a mediação de leitura de alguns livros com contos originários do continente africano. Os contos abordam relações cotidianas como amizade, família, dor, morte, amor, respeito e cooperação. Depois da leitura das histórias, os participantes são convidados a participar de oficinas e brincadeiras relacionadas aos temas abordados.

Classificação: livre. 50 min.