Centro Cultural Fortaleza - Hoje é Dia do Rock Centro Cultural Fortaleza - Hoje é Dia do Rock

Programa musical para apreciadores do movimento alternativo do rock e cultura popular.

 

HOJE É DIA DE ROCK
SETEMBRO/2017

 

A música independente vem ganhando cada vez mais força no país. Existe um circuito de casas de shows e de festivais que possibilita uma intensa circulação de bandas. Fortaleza está totalmente inserida nesse circuito, e o nosso programa "Hoje é Dia de Rock" apresenta artistas inseridos nesse contexto.

 

Água De Quartinha

Dia 30, sábado, às 18h

 

Composta por José Rodrigues, Toti Lima e Marcelo Gomes, a banda Água de Quartinha traz em seu repertório músicas autorais com fortes influências da música nordestina e outros estilos como rock, samba, soul, blues. A Água de Quartinha teve início em 2006, realizando pesquisas e espetáculos com o universo da música instrumental cabaçal. Com características regionais e uso de instrumentos como alfaias e pífanos, essa pesquisa se materializou no primeiro CD da banda "Água de Quartinha em Desconserto". Após alguns anos, o grupo inseriu instrumentos eletrônicos como guitarra e baixo, além de utilizar novas composições com letras e melodias que falam da vida urbana.

 

Eletrocactus – “Todo Cearense Fala Cantando”

Dia 30, sábado, às 19h

 

“Todo Cearense Fala Cantando”. A apresentação artística é o marco de um novo caminho a ser trilhado pela banda Eletrocactus. A expressão dá nome a uma das composições inéditas e reflete sobre a magia do sotaque característico da região, sendo então escolhida para capitanear o processo de amadurecimento artístico do grupo nos palcos. O caminho rítmico seguido pela banda é o da hibridização de estilos, a partir da fusão de elementos harmônico-melódicos da música universal (rock, blues e jazz) com as bases sonoras da música nordestina. Maracatu, baião e frevo na estrutura rítmica; embolada, repente e cantoria na construção poética e execuções vocais.

 

Renegados

Dia 30, sábado, às 20h

 

Integrada por Marcelo Renegado (guitarra e vocal), Ricardo Pinheiro (bateria e vocal) e Romualdo Filho (baixo) e Celso Batera (Percussão), a Banda Renegados é referência da música feita no Ceará, trilhando há 23 anos uma respeitada história pelos estados do Norte e Nordeste brasileiros. Além da linguagem Rock, Blues e Jazz-fusion, bastante trabalhada pelo grupo, destaca-se nas composições autorais a reverberação da música de várias partes do mundo, em especial, das músicas brasileira e nordestina, as quais ecoam elementos da música tribal, oriental, clássica, popular e experimental. De linguagem universal, recebe influência marcante do Rock das décadas de 1950, 60 e 70, com a pulsação, força, criatividade e energia características das artes daquele período. Permanecendo atenta ao cenário da música atual, suas letras trazem conteúdos sociais, políticos e poéticos.