Parcerias e Conteúdos para Micro e Pequenas Empresas Parcerias e Conteúdos para Micro e Pequenas Empresas

Conte com a nossa parceria para empreender e fazer grandes negócios

Ser parceiro das micro e pequenas empresas é mais do que oferecer oportunidade para desenvolver o setor. Por isso, o Banco do Nordeste também disponibiliza conhecimento em forma de cartilhas, relatórios e guias que potencializam a especialização do seu negócio e o aprimoramento contínuo da sua atividade produtiva. Conte com a nossa parceria para ir cada vez mais longe.

10 Passos para a boa gestão empresarial de micro e pequenas empresas

Em sua segunda edição, a cartilha “10 Passos para a boa gestão empresarial de micro e pequenas empresas”, revisada e atualizada, se propõe a contribuir para a boa gestão das micro e pequenas empresas. Seus conteúdos incluem conceitos, estratégias e ferramentas práticas de gestão, destacando-se o Plano de Negócios.
Em especial, o capítulo “Cenários de negócios” é dedicado a analisar o cenário da pandemia da Covid-19, no qual as empresas vêm sofrendo fortes impactos que refletem os efeitos e convida a refletir, aprender e praticar as lições que as contingências podem nos ensinar.
 
A cartilha se encerra apresentando as formas de acesso ao crédito do Banco do Nordeste. Ressalta as linhas de crédito e as condições especiais do BNB, lembrando da importância do crédito para a sobrevivência, o fortalecimento e o crescimento da empresa; do suprimento das necessidades de caixa para a sustentação da cadeia de valor do negócio e a manutenção da liquidez da empresa.
 
Veja, abaixo, os temas abordados:

Apresentação Institucional MPE

Veja todas as informções relevantes da Atuação do Banco do Nordeste no Segmento MPE divulgadas na Apresdentação Institucional MPE.

Dicas Sebrae

O Banco do Nordeste e o Sebrae possuem um acordo de cooperação técnica que visa ao compartilhamento de informações, apoio à inovação, fortalecimento da capacidade empresarial e da competitividade, especialmente para as micro e pequenas empresas (MPE), por meio de instrumentos de capacitação técnica e gerencial e de ações direcionadas à facilitação e ampliação do acesso ao crédito e aos serviços financeiros, além de outras atividades correlatas.

Com uma parceria dessas, a sua micro e pequena empresa só tem a ganhar. Conheça alguns produtos e Serviços do Sebrae.

Fórum Permanente

O Banco do Nordeste é membro do Fórum Permanente das Microempresas e Empresas de Pequeno Porte, que tem o objetivo de orientar e assessorar na formulação e coordenação da política nacional de desenvolvimento das MPEs.

Composto por órgãos governamentais, entidades de representação empresarial habilitadas e por várias instituições de apoio ao segmento, o Fórum é um importante espaço de debates e de conjugação de esforços entre o Governo e o setor privado para a consecução de medidas e políticas mais adequadas às microempresas e empresas de pequeno porte.

No Fórum, há o Programa de Aproximação Banco - Empresa, que discute políticas e ações que facilitam o acesso das microempresas e empresas de pequeno porte aos bancos públicos oficiais.

Relatório MPE

O Relatório MPE apresenta especificamente os resultados da atuação do Banco do Nordeste junto às micro e pequenas empresas na forma de números que consolidaram as contratações do banco, além de destacar as principais ações colocadas em prática para o aprimoramento do atendimento às necessidades de crédito do segmento.

O referido documento destaca o apoio à inovação e às fontes alternativas de energia como vetores da competitividade; o estímulo do suporte do crédito às franquias; as parcerias estratégicas; e a importância do atendimento especializado.

É possível verificar avanços alcançados pelo Banco do Nordeste, relacionados às políticas de atendimento ao segmento, aprimoramento dos serviços bancários, melhoria contínua dos processos e modernização dos canais de atendimento. É apresentada, também, a edição do Prêmio BNB MPE, que reconhece o talento do empreendedor da região no segmento de MPE, além de apresentar a importância da nossa parceria.

No relatório, são adotadas as premissas de apoio do crédito, via programas adequados ao segmento, além da promoção do desenvolvimento sustentável, a ampliação e o fortalecimento de parcerias estratégicas, o apoio à inovação e o estímulo à capacitação.

Consulte abaixo os relatórios

 

Artigos

Voltar

O que o cliente espera ?

O consumidor contemporâneo é exigente e muito bem informado: ele conhece as condições de sua empresa e as do concorrente. Suas expectativas são crescentes e seu grau de exigência vem migrando de um nível para outro: produto, preço, qualidade, serviço, marca, relacionamento, responsabilidade social, design, conveniência, propósito... O cliente quer tudo ao mesmo tempo agora, para obter boa experiência. 

Por isso, precisamos fazer um exercício permanente de empatia e compreender sentenças como “calçar os sapatos do outro” ou “olhar-se no espelho”. Cada vez mais, faz-se necessário estarmos em sintonia com o foco do cliente, seus valores e expectativas e as tendências de comportamento do consumidor. 

Para uma jornada do cliente satisfatória, é necessário dar atenção, entregar qualidade, atendimento rápido, preço justo, conveniência, mobilidade, valor agregado e significado. O consumidor está disposto a pagar em função dos benefícios que ele reconhece, descontados os sacrifícios da aquisição do produto ou serviço. Este é o conceito de valor, é a percepção de importância que o cliente atribui a um produto, serviço ou marca, diferentemente de preço, que é o que está na etiqueta do produto. 
É o cliente quem define “valor”; e só tem valor o que tem significado para ele.  Você já parou pra pensar por que há pessoas que pagam muito, muito mais por uma pipoca no cinema, ou por uma long neck na balada ? Então, também precisamos levar em conta  o conceito de valor agregado: é entregar cada vez mais qualidade, conveniência, benefícios e serviços adicionais. A analogia que fazemos com o café em suas várias fases de produção e entrega ao consumidor nos dá uma visão clara do que é valor agregado: 
Quando ainda está  na condição de commodity, o seu valor seria de apenas R$0,01 por xícara; quando passa para a fase de produto envasado, esse valor é elevado para R$0,50 e salta para R$4,00 quando servido na cafeteria. Já a experiência que a Starbucks oferece pode chegar a um valor em torno de R$20,00. 
O que explica o sucesso de empresas como essa é que há muitos consumidores prontos a pagar valores mais elevados por um produto ou serviço em função do valor agregado, que pode vir na forma de serviços e da experiência que é proporcionada. 
E sua empresa, o que pode fazer pelo cliente? Quais são seus diferenciais e formas de agregar valor ? A atitude da equipe de vendas pode fazer toda a diferença desde a primeira tratativa – ao receber bem, demonstrar interesse pela demanda do cliente, orientar suas escolhas com o então potencial cliente – até o pós-venda e a conquista de cliente leal e defensor de nossa empresa. 
Quando os clientes ficam satisfeitos, compram novamente e contam a outros sobre as suas experiências positivas. Já os insatisfeitos, mudam para a concorrência e se referem aos produtos abandonados de forma depreciativa para várias outras pessoas. E nós temos que levar em consideração que a propaganda negativa passou a ser potencializada com as redes sociais; o seu efeito multiplicador é muito poderoso, pois passa a ser exponencial.
Finalmente, se um produto ou serviço não se mostrou útil, veja se pode ser oferecido outro, abrindo nova possibilidade de negócio. O que não pode acontecer, nunca, é jogar o cliente nos braços do concorrente ! 

(*) Professor de Vendas, Marketing Estratégico e Estratégia Empresarial. Mestre em Avaliação de Políticas Públicas, MBA em Marketing, Graduado em Administração.