RELAÇÃO ENTRE SANEAMENTO BÁSICO E TAXA DE MORTALIDADE INFANTIL: EVIDÊNCIAS EMPÍRICAS PARA OS MUNICÍPIOS DO PIAUÍ NOS ANOS CENSITÁRIOS (1991, 2000 E 2010)

Viviane Silva Pereira, Edivane de Sousa Lima

Resumo


O objetivo deste estudo é examinar a relação entre o saneamento básico e a taxa de mortalidade infantil nos municípios piauienses nos períodos censitários de 1991, 2000 e 2010. O método adotado consistiu na estimação de regressores em painel com efeitos fixos. As variáveis utilizadas foram a taxa de mortalidade infantil como variável dependente e Índice de Desenvolvimento Humano - Renda, taxa de fecundidade, Índice de Desenvolvimento Humano – Educação e o percentual de domicílios com abastecimento de água e esgotamento sanitário inadequado como variáveis explicativas. Os resultados obtidos corroboraram com a hipótese de que o saneamento básico constitui-se num fator gerador de saúde que pode levar a uma redução da taxa de mortalidade infantil nos municípios do Piauí. Concluiu-se que um maior investimento em infraestrutura de saneamento básico, contribui de forma significativa na redução da mortalidade infantil.


Palavras-chave


Saúde pública; Desenvolvimento; Políticas públicas; Dados em painel;Efeitos fixos.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Flag Counter