AGRICULTURA FAMILIAR E REPRODUÇÃO SOCIAL: ANÁLISE SOCIOECONÔMICA DE UM GRUPO DE AGROINDÚSTRIAS FAMILIARES RURAIS DO OESTE DO PARANÁ

Fabíola Graciele Besen, Clério Plein, Juarez Bortolanza, Valdir Serafim Junior

Resumo


O artigo visa analisar a importância dos processos de agroindustrialização nas propriedades rurais que transformam parcialmente/totalmente a matéria-prima. A amostra estudada compreende um grupo de 35 agroindústrias familiares rurais situadas na região Oeste do Paraná, cujas informações foram extraídas do banco de dados e relatórios da: Análise das agroindústrias familiares da BP3 efetuada pela BIOLABORE (Cooperativa de Assistência Técnica do Paraná) pelo Projeto Cultivando Água Boa da Itaipu Binacional, no período de 2015 a 2018. A pesquisa classificada como descritiva quanto a tipologia, com abordagem quantitativa e análise documental. A caracterização com análise do processo de agro industrialização familiar, desde constituição da agroindústria, mão de obra, potencialidades, problemas enfrentados na atualidade, legislação, produção e origem de matéria-prima, custos e preços, tipos de produtos comercializados e outros dados relevantes para análise. Os resultados indicam que nos casos estudados, a agroindústria familiar é uma importante estratégia de reprodução social e de desenvolvimento rural para diversificar as atividades e agregar valor aos empreendimentos agropecuários.


Palavras-chave


agroindústria familiar, desenvolvimento local. Oeste do Paraná.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Flag Counter