26/03/2021

Hortifruti/Cepea: Como adaptar as vendas de HF, diante da queda do poder aquisitivo do brasileiro?

Confira as tendências de consumo que podem beneficiar o setor


18/03/2021

Dica de Sustentabilidade na Agropecuária - ESG no Campo

Nossa dica de sustentabilidade de hoje é para o produtor ou investidor rural ficar ligado no tema “ESG”. Trata-se de um termo em inglês (Environmental, Social and Governance), cunhado no meio internacional, e que tem seu correspondente em português na sigla ASG (Ambiental, Social e Governança). Foi criado para viabilizar a medição da sustentabilidade e dos impactos sociais de investimentos, empresas e negócios, seja no campo ou na cidade.


09/03/2021

Agricultura 4.0: a LGPD como proteção de dados e geração de valor

Com o aumento da acessibilidade aos smartphones e à rede mundial de computadores, o ambiente rural se aproximou de tecnologias como Big Data, IoT (Internet das Coisas) e IA (Inteligência Artificial). Com isso, questões de privacidade e de segurança despontaram, pois nos dados extraídos de máquina, produção, fundiário e financeiro, temos as informações sensíveis, que identificam lavradores e funcionários, assim como os clientes e os próprios produtores, por exemplo. Esses dados pessoais têm valor econômico considerável, o que desperta interesse para a exploração de novos negócios.


09/03/2021

Potencial da produção de própolis no Nordeste

Os efeitos terapêuticos da própolis são conhecidos há séculos pela humanidade, suas propriedades antimicrobiana, anti-inflamatória, cicatrizante, entre outras, fazem da própolis um dos produtos apícolas mais valorizados atualmente pelo mercado internacional. O Brasil é um grande produtor e exportador de própolis e o Nordeste possui um potencial ainda não explorado, a apicultura nordestina está concentrada na produção de mel e falta conhecimento científico sobre a própolis produzida na Região. Os estudos realizados com a própolis, principalmente com a verde e com a vermelha, tem resultado numa quantidade relativamente grande de produtos alimentícios, cosméticos e farmacêuticos que contêm própolis e que estão disponíveis em lojas de produtos naturais ou na internet. A própolis também é disponibilizada no comércio na forma de capsulas e extratos. Em 2020, a pandemia da Covid-19 levou a uma crescente busca por produtos e alimentos que conferem maior imunidade, assim, assistiu-se a um forte crescimento da demanda por todos os tipos de própolis, inclusive pela própolis de jurema-preta (Mimosa tenuiflora (Willd.) Poir), árvore amplamente encontrada no semiárido nordestino. Entretanto, os estudos sobre a caracterização e potencial farmacológico dessa própolis ainda são escassos, sem o conhecimento das suas propriedades não há como o mercado se consolidar.


10/12/2020

Sorgo biomassa BRS 716 da Embrapa garante altas produtividades em condições de seca

Além do elevado potencial para a produção de biomassa, com forte apelo para a geração de energia em usinas, a cultivar de sorgo BRS 716, desenvolvida pela Embrapa, tem mostrado grande versatilidade de cultivo em condições de pouca chuva na segunda safra, após a colheita da soja. Nessa época de semeio é possível produzir forragem para o gado e cobertura do solo para o sistema plantio direto. Essas constatações foram obtidas por meio de experimento realizado em parceria entre a Embrapa Milho e Sorgo e a Faculdade de Ciências Agronômicas da Unesp (Universidade Estadual Paulista) Campus de Botucatu-SP. O estudo revelou que, mesmo sob condições limitantes de água em razão do período de cultivo, a cultivar chegou a produzir quase 14 toneladas por hectare de matéria verde. Os dados foram apresentados em novembro durante a 9ª Jornada Científica e Tecnológica da Faculdade de Tecnologia de Botucatu, sendo que o trabalho foi premiado como a melhor apresentação oral na área de Agronegócio.


23/11/2020

Milho: produção e mercados

O milho é um dos três cereais mais cultivados do mundo, do qual o Brasil é o terceiro maior produtor e exportador. Vindo de duas safras recorde, o mercado de milho está num momento promissor para o agricultor. Mesmo com a pandemia, os preços estão elevados e as projeções indicam aumento de área cultivada e da produção, por conta da retomada da demanda por etanol de milho e pela elevação de exportações, tanto do grão em si, como para ração. As vendas externas estão estimuladas pela alta do dólar, em razão das incertezas geradas pela pandemia, que pode estar numa segunda onda na Europa. Houve também a sustentação da demanda para ração animal, uma vez que a China ainda não recuperou seu plantel de suínos no nível anterior à peste suína africana (PSA), ocorrida em 2018. Apesar disso, os preços nacionais também registram altas históricas, pois a exportação reduz a disponibilidade no mercado interno. A produção tem se expandido a ponto de o País ter uma terceira safra de milho, coincidindo com o período do hemisfério Norte, com a produção dos estados do Sealba, Pernambuco e Roraima


23/11/2020

Carta Conjuntura - Preços aos produtores melhoram, mas preços dos insumos disparam

Em outubro os preços dos principais insumos dispararam. Milho e farelo de soja subiram, em média, respectivamente, 25,7% e 25,1% entre setembro e outubro. Neste ano os preços estão em média, 86,9% e 101,8% maiores, respectivamente.


23/10/2020

Revisão da estimativa do PIB agropecuário brasileiro em 2020 e em 2021

Com base nas novas estimativas divulgadas no mês de outubro para a produção agrícola em 2020 do Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA), do IBGE, e em projeções próprias para a pecuária a partir dos dados das Pesquisas Trimestrais do Abate, Produção de Ovos de Galinha e Leite, o Grupo de Conjuntura da Dimac do Ipea revisou a projeção da taxa de crescimento do produto interno bruto (PIB) do setor agropecuário de 1,6% (como divulgado na Visão Geral da Carta de Conjuntura nº 48) para 1,9% em 2020.


07/10/2020

De onde vem o que eu como: caju pode virar até 'queijo', mas não é fruta

“O único fruto – não fruta – brasileiro”, foi assim que Vinicius de Moraes descreveu em seu “Soneto ao caju”, de 1947, esse produto 100% nacional. O motivo é que o caju é considerado um falso fruto, mesmo com sua polpa tão apreciada em sucos. Isso porque, tecnicamente, o fruto verdadeiro é a castanha, pois foi ele que nasceu do ovário da flor. A "carne" é chamada de pedúnculo. Termos técnicos à parte, vale destacar que a afirmação de Vinicius foi uma licença poética – afinal existem outros falsos frutos nativos do país, como o abacaxi, por exemplo.


15/09/2020

Ciência e parcerias fazem renascer a produção de algodão no Ceará

O Ceará se prepara para colher uma área plantada de aproximadamente dois mil hectares de algodão a partir de julho, o equivalente ao dobro da safra anterior. O resultado é da segunda safra do Programa de Implantação da Cultura do Algodão no Ceará, que trouxe frutos que vão além dos capulhos de algodão. Traumatizados com o bicudo-do-algodão, que devastou plantações há mais de duas décadas, muitos produtores abandonaram a cultura. Hoje, com novas cultivares desenvolvidas pela pesquisa, manejo moderno, apoio de assistência técnica rural e incentivo de grandes empresas têxteis, o estado estabeleceu bases para a ampliação sustentável da produção da pluma nos próximos anos.