Pular para o conteúdo

Sala de Imprensa

 
 

Indústria têxtil capixaba se reinventa e aposta na produção de máscaras e aventais

Com apoio do Banco do Nordeste, empresa atravessa crise sanitária sem demissões

Colatina (ES), 1º de março de 2021 - "Nós vamos parar ou vamos trabalhar? Decidimos trabalhar." As incertezas daquele março de 2020 estão na memória de Ismael Avancini e de tantos outros empreendedores capixabas. Ismael é o proprietário da Impretex Têxtil, estamparia de tecidos e fábrica de aviamentos sediada em Colatina. A indústria se viu obrigada a se reinventar, focou na produção de máscaras e aventais para profissionais de saúde e, segundo o empresário, atravessa a pandemia, com o apoio do Banco do Nordeste, mais forte do que entrou, há quase um ano. 

Quando a crise sanitária se tornou uma realidade, o setor têxtil parou completamente no país por três ou quatro meses, lembra Ismael. A Impretex registrava em seu quadro cerca de 120 funcionários e era difícil afirmar se seria possível mantê-los. Todos, sem exceção, integraram o plano definido pela direção da empresa de migração total das atividades para a confecção de máscaras, aventais e equipamentos face shield. 

O capital de giro necessário para a guinada nos negócios Ismael buscou no BNB, ainda em março. A estratégia deu certo, o comércio on-line ganhou força e começaram a chegar pedidos de várias partes do Brasil. A clientela mudou em relação à tradicionalmente atendida, agora ampliada de forma considerável. 

O empresário ressalta ainda uma vantagem no novo modelo de vendas: as transações passaram a ser 100% à vista, o que garantiu muito mais estabilidade ao empreendimento. Ismael estima que já distribuiu mais de 4 milhões de máscaras e 2 milhões de aventais. 

Atualmente a Impretex já retoma seu foco nos tecidos e aviamentos. Os empregos da equipe foram mantidos durante todo o ano passado. "Hoje estou contratando", comemora Ismael. Ele acrescenta que sua relação com o Banco do Nordeste sempre foi positiva e que recomenda a instituição a quem busca crédito para empreender. 

O gerente de negócios do BNB Ronaldo Jorge de Souza destaca que a gestão da Impretex é exemplar e que o recurso financeiro concedido para a produção de equipamentos de saúde em um momento tão delicado contribuiu para minimizar os efeitos da pandemia no Espírito Santo e no país. 

O apoio às micro e pequenas empresas foi uma das prioridades do Banco do Nordeste desde o início da crise sanitária. Esse público recebeu R$ 87,6 milhões em investimentos no estado em 2020, 45,2% a mais do que no anterior. A maior parte desse montante, R$ 83,9 milhões, é do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE). O Banco do Nordeste atua em 28 municípios do Espírito Santo e possui agências em Colatina, Linhares, São Mateus, Nova Venécia e Pinheiros.


Desculpe nossa interferência, mas seu navegador não suporta a tecnologia utilizada neste portal.

Procure atualizar o seu navegador para a última versão disponível ou utilize uma das sugestões gratuitas e modernas listadas abaixo:

Chrome 18 ou +Firefox 19 ou +IE9 ou +
x